Browsing CategoryModa

Menos é mais: Como ter um guarda roupa equilibrado

Já tem algum tempo que ouvimos falar sobre consumo consciente e quais as consequências disso em nossa vida. O menos é mais, tende a ser uma filosofia de vida para muitos.

Quem aqui nunca se viu perante uma situação dessas: para de frente ao guarda roupa e dizer, mas eu não tenho nada para vestir. Talvez, o seu guarda roupa só esteja mal distribuído. Para que isso não aconteça, precisamos seguir a regra da pirâmide, simples e muito fácil. De acordo com esse esquema, nosso armário deve seguir a estrutura de um triângulo. Sendo assim, a base será formada pelo que temos que ter em maior quantidade, e o topo  de menor quantidade.

Para que não restam dúvidas acompanhe abaixo as dicas!!

5%

Brincos, cintos, colares e etc, são itens obrigatórios, mas poder contar com bons acessórios é garantia de uma ótima produção.

10%

Tendências da temporada

Como o nome já diz, tendências vem e vão com certa frequência, portanto em hipótese alguma essas peças devem predominar em seu guarda roupa. Uma dica para isso é, mesclar tendência com peças coringas e mais básicas, o resultado é certeiro.

10%

Roupas pro “Find”

Que a gente quer fazer bonito no fds, isso é fato, não é mesmo? Com certeza! Mas como o final de semana é composto por dois dias, talvez três, e não cinco dias úteis. Apenas 10% do seu armário para essas roupas são o suficiente, combinado?

20%

As Casuais

As peças casuais abrem um leque de possibilidades na hora de compor um look. São aquelas que podem te acompanhar num happy hour, num office look, e até mesmo no almoço de domingo. Pela versatilidade dessas peças, é por isso que elas ganham o total de 20% no guarda roupa.

20%

Look trabalho

Os outros 20% ficam para as produções de trabalho, se você não tem um uniforme. Peças mais formais e clássicas fazem parte dessa parcela, ok?

35%

Básicos que amamos

Por fim e não menos importante, chegamos à base de nossa pirâmide: os básicos, pois com eles podemos fazer varias composições, de básico pra básico, de básico pra tendência e por ai vai, se torna uma infinidade de possibilidades. Sendo assim, a ideia primordial é que você use os itens básicos como ponto de partida, compondo assim as outras parcelas mencionadas.

Que possamos consumir mais consciente, a moda tem contribuindo muito para isso. E se você gostou de post de hoje fale conosco. Espero vocês no próximo.

Beijos a abraços!!

 

 

Entrevista de emprego, o que vestir? Não esquenta,o Maquilagem ajuda você!.

Entrevista de emprego, o que vestir

Estamos vivendo um momento delicado no País, o desempregado e a escassez de vagas de emprego é uma realidade para muitos brasileiros, e nós do Maquilagem resolvemos dar uma forcinha para que você seja um sucesso em sua entrevista.

Aquele velho ditado que “A primeira impressão é a que fica”, é verdade! Realmente precisamos estar bem apresentáveis, pois a sua postura e vestimenta vai dizer muito sobre você, logo no primeiro olhar do empregador.

E para que você não tenha dúvidas sobre o que vestir e o que mais combina com o perfil da empresa, preparamos umas dicas super legais.

Escritório Formal

Para um look formal e sem ficar careta, aposte em peças monocromáticas, com cores mais fechadas, como: azul marinho. Uma calça flare, também faz toda diferença na produção, dando um tom mais elegante e bem arrumado. O clássico terninho preto, é aposta certeira para este perfil de empresa.

Escritório Casual

Para entrevistas em lugares mais informais, mas que mesmo assim, tenha uma pontinha no formal, o jeans é bem-vindo. Claro! Você pode contrapor a produção com peças mais clássicas, camisa branca e scarpin, por exemplo. Para esses looks, também vale usar uma peça estampada clássica, em tons neutros. Podendo investir sem medo em modelos mais “modernetes”, como o culotte ou pantacourt.

Para tirar o lado “caretinha” da produção, usar um truque de styling, dobrando as barras da calça, deixando a canela ou até meias aparentes.

Escritório Informal

Se o seu ramo for mais liberal, enquanto vestimenta, como agências de publicidade e moda, é possível mostrar o lado mais fashionista e deixar o lado blogueira aflorar (hehehe) para compor a produção. Lembrando que com muita sensatez, pois você está sendo avaliada. Um look com tênis e comprimentos midi, já dá um ar descolado que você precisa.

E se você não dispensa um salto e gosta deles nos looks para uma maior segurança, não tem problema, aposte em uma terceira peça, como a bomber jacket, assim terá um look mais despojado e menos sério.

E se você é mais o estilo básico, sem problemas. Dá para misturar o básico com peças e acessórios mais chamativos, como um sapato mais cool e bolsas coloridas. Completando a produção sem muito esforço.

E aí gostaram das dicas? Espero que ajude na hora da produção para entrevista. Boa sorte e até a próxima.

Beijos e abraços.

Looks alternativos para festa junina (sem ficar caipira)

Follow your dreams (1)

Para muitos lugares do Brasil o mês de junho é o mais esperado, até mais do que o Natal, por conta da influência cultural. É claro que estou falando de festa Junina. Ah! Como não amar? Tem comida típicas, barraquinhas com brincadeiras, fogueira e comida típicas (ops), hahaha. Eu gosto muito, mas tem uma coisa que me desagrada um pouco são as roupas, sim eu não sou muito fã de roupas caipiras, e sempre tento escapar de alguma forma de usas aqueles trajes. E eu sei que tem muita gente assim como eu, por isso preparei esse post dedicado a vocês, que gostam da festa, mas não dos looks juninos, propriamente ditos.

Como eu sempre falo aqui referência é referência não é mesmo, e você também pode fazer uma produção com o que tem no armário sem precisar gastar no aluguel do traje. Então vamos ao que interessa, as dicas!!

  • Se joga no xadrez!

Peças em xadrez remetem a temática, mas não se preocupe, para não ficar com cara de caipira, use com peças mais trendy e com texturas diferenciadas.

 

  • Floral faz diferença!

Vestido ou saia estampadas com florzinhas, lembram aos tecidos de xita. Mas como não queremos ficar “bregas”, podemos usar os estampados que temos em nosso guarda roupa. Ah! Não esquece da botinha viu.

 

  • Bota de cawboy, (irrááá)

Aproveitando a pegada western (ocidental), você pode compor a produção com peças mais básicas como calça jeans, e claro a cereja do bolo, as botas de cawboy.

 

 

  • Total jeans, com certeza!

Usar uma produção totalmente em jeans, com certeza não vai falhar! Irá deixar seu look com cara de festa junina. Use vestido, calça, jardineira e se joga no quentão.

 

Essas são algumas dicas para usar como artificio para você não ter desculpas para não ir em uma festa junina, e o melhor? Você não precisa gastar com nada, pois com certeza algumas dessas peças que indicamos aqui você tem em casa. Então não se preocupe e corre pular a fogueira sô, Irráááá!!

Bom pessoal, é isso espero ter ajudado com a dicas.

Beijos e abraços!

A PARISIENSE O GUIA DE INES LA FRESSANGE COM SOPHIE GACHET

A-Parisiense1

Oi gente linda, tudo bem? Hoje temos resenha de livro aqui no Blog Maquilagem. Recentemente li o livro “A Parisiense” O guia de estilo de Ines de La Fressange com Sophie Gachet e vou te contar o que eu achei dessa belezinha.

A-Parisiense7

Falando do autor: Inès Marie Laetitia Églantine Isabelle nasceu em 11 de agosto de 1957 na cidade de Gassin, no sul da França. Estudou em Paris e se formou na École du Louvre, depois seguiu o sonho e se tornou modelo.

Com 17 anos fez seu primeiro trabalho para a Elle Francessa (1974) e em seguida desfilou para o estilista Thierry Mugler. Ines foi a primeira modelo a assinar um contrato de exclusividade com a Maison Chanel.

Em 1991 Ines parou de desfilar e montou sua própria marca “Inés de La Fressange”, que era uma boutique que surgiu em parceria com o Grupo Louis Vuitton e vendia artigos de luxo. A marca fez tanto sucesso que se expandiu para os Estados Unidos e Japão.

O livro La Parisiense foi lançado em 2011 e escrito em parceria com a jornalista Sophie Gachet e conta com ilustrações protagonizadas por sua filha Nine D’Urso de La Fressange.

A-Parisiense6

Sobre o Livro: A Parisiense conta com 238 páginas em que Ines de La Fressange da dicas de como ser uma parisiense em estilo e comportamento.

O livro é separado por capítulos, e dentro dos capítulos são separados por tópicos de momentos, tendência ou roupa.

“O imortal: De repente tem um só numa arara. A gente saca que ele está lá para nós. Em qualquer loja há sempre, escondidinho, um pretinho básico com vocação para se tornar a peça-chave do guarda-roupa de uma mulher.”

A-Parisiense4

Além de moda o livro também aborda temas como beleza, decoração e dicas de pontos para se conhecer em Paris.

“Lembrete: Sempre ficamos melhores com um pouquinho de maquiagem!”

A-Parisiense5

No final do livro você encontra um guia com endereços e locais para se visitar em Paris e até mesmo lojas e sites que vendem peças com o estilo da mulher parisiense com um bom custo benefício.

A-Parisiense2

Um detalhe que eu achei bem interessante é que durante todo o livro Ines dá dicas de onde comprar tal peça de roupa, a marca, o estilo e a cor que é legal de se adquirir. Realmente é um guia completo pra quem gosta e se identifica com o estilo parisiense.

A-Parisiense3

Falando do estilo parisiense: ao ler todo o livro percebemos (novamente e novamente…) que o menos é mais, que o básico é sempre a melhor escolha e que você não precisa ter um guarda-roupa lotado de peças e sim ter peças chaves com uma boa costura e cores que se conversam entre si.

A-Parisiense

Em resumo: eu até que curti o livro, mas tenho que confessar que espera mais dicas e menos pontos para se visitar em Paris (kkkkkkkkk), pois o livro tem várias páginas (várias mesmo), falando sobre lugares para se visitar na cidade da Luz, no caso Paris.

Por um lado, é legal saber dessas lojas, restaurantes, lojas online e tudo mais, por outro lado preferia ter mais capítulos de dicas de moda, beleza e decoração, enfim, o livro é legal tem dicas bem bacanas e outros detalhes que dá para gente se inspirar.

É isso pessoal, espero que vocês tenham gostado de conhecer um pouquinho mais sobre o livro “A Parisiense” um guia de estilo de Ines de La Fressange com Sophie Gachet. Me conta no comentário se você já leu e o que achou. Obrigada por ler até aqui, um super beijo e até o próximo post. <3

Looks para os dias mais frios: Peças estilosas que todo homem deve ter

Outonoinverno

Oi gente tudo bem com vocês? O friozinho já começou a dar as caras por aqui, por isso, tivemos que tirar os casacos e blusões do armário, não é mesmo? Hehe. Hoje preparei um post especial para os homens, a gente sabe que não é todos que tem a facilidade de combinar produções, então, estamos aqui para ajudar.

Normalmente em dias mais frios, as produções ficam com um ar mais clássico, claro se você tem um estilo que tende para esse lado, mas nada impede de você terem peças mais ousadas ou ser mais ousado. Dessa forma, preparamos algumas dicas que consideramos coringas no armário masculino para o outono/inverno.

Casacos

Começamos com os casacos, os de tons mais escuros é sempre uma boa pedida e certeira, mas temos os neutros que não deixam a desejar, como azul marinho, bege e cinza. Para combiná-los não tem segredo, dá para usar com camisa, camiseta e jeans de vários modelos e cores.

Cardigã

Essa é uma das peças que os homens têm mais medo de combinar nos looks. Mas é super versátil, além de quentinha né. Sem medo de usar, as camisetas básicas, aqui fazem sucesso.

Suéter

Sem dúvidas, uma peça para deixar qualquer produção elegante e linda. Ótima para criar sobreposições, desde a camisa social até a mais despojada como xadrez ou jeans. Para criar mais combinações, opte pelos tons mais básicos.

Moletom

A peça mais confortável e mais democrática que você respeita. O moletom com ou sem sobreposição são mega estilosos. Melhores combinações, jeans e botas.

Bom pessoal, fico por aqui, e vocês vão colocando essas super dicas em prática, com o namorado com o irmão, não importa. Até o próximo post.

Beijos e abraços!

Página 1 de 612345...Última »