Oi gente linda, tudo bem? Umas das coisas que eu mais amo em trabalhar com blog e youtube é a oportunidade de conhecer pessoas incríveis, com histórias e dicas diferentes. Nesses 3 anos de blog eu conheci muita gente legal e uma delas foi a Amanda Batista. Começamos a conversar através dos comentários dos vídeos, depois fomos para o facebook, snapchat e hoje basicamente nos falamos por Direct no instagram, rs!

Em uma dessas conversas a Amanda me contou um pouquinho da sua história com a transição capilar. Foi então que tive a ideia de convida-lá a compartilhar sua história e dicas com a gente. Sei que tenho muitas leitoras que tem os cabelos cacheados e algumas que estão passando pela transição capilar.

Como eu não tenho autoridade para falar sobre o assunto, pois não tenho conhecimento sobre, achei legal convidar alguém que tenha passado pela transição para fazer uma coluna aqui no blog Maquilagem.

Então, apresento a vocês a nova coluna do blog “Diário de uma cacheada”. A Amanda irá compartilhar um pouco da sua história com a transição capilar e dará alguma dicas para as cacheadas ou crespas de plantão. Os textos da Mandys (assim que a chamo) aparecerá aqui no blog de 15 em 15 dias e sempre na terça-feira, então fique ligadinha para não perder nenhum conteúdo. Agora a Nay vai embora, espero que aproveitem o post. <3

COM VOCÊS O DIÁRIO DE UMA CACHEADA POR AMANDA BATISTA

Oi , minha gente! Chamo-me Amanda Batista, tenho 21 anos, baiana, e estou aqui a convite da Nay para dar dicas sobre cabelo cacheado/crespo.
Hoje, vou compartilhar com vocês minha experiência de forma breve ( próximos posts, contarei cada detalhe) a decisão de abandonar a química e voltar os meus cachos.

Eu alisava meu cabelo porque não sabia cuidar dele cacheado. Há anos atrás não havia produtos específicos para cabelo cacheados/crespo em abundância como existe atualmente. Apliquei química pela primeira  aos 09 anos de idade, com aqueles alisantes para crianças.

diario-de-uma-cacheada
Como era o meu cabelo liso!

Com o passar do tempo, eu fiquei muito insatisfeita com o meu cabelo, ele estava sem vida, perdeu completamente o volume. Por diversas vezes troquei o alisante, a marca, do mais fraco ao mais forte, mas nada adiantou muito pelo contrário, piorou ainda mais a situação.

Tive corte químico 3 vezes, mas, como não sabia ter os devidos cuidados com meu cabelo natural, permaneci alisando. Até que no inicio 2014, já com 19 anos, o alisante  que eu usava já há um tempo, começou a criar feridas no meu coro cabeludo.

Meu organismo começou a desenvolver uma alergia ao alisante e foi nesse momento que decidi parar de alisar. Pensei em fazer outros tipos de química como escova inteligente, progressiva, selagem, mas, tive medo. Resolvi deixá-lo natural, mas, nem sabia por onde começar.

diario-de-uma-cacheada1
Primeiros meses depois do BC (Big Chop)

Cuidava dele como de costume, lavava duas vezes por semana, hidratava e pronto. Até que uma conhecida  me indicou uns grupos em uma rede social e umas blogueiras que indicavam tratamentos para quem estava em transição.

Foi nesse momento que comecei minha dura e complexa transição. Usava as dicas das blogueiras e de algumas meninas que tinham deixado o cabelo natural. Eu queria cortar o cabelo com no mínimo, dois anos sem nenhuma química, mas não foi possível.

Durante a transição, as pontas do meu cabelo que tinha química foram quebrando e ficando cada vez mais rala e a raiz inchada e não dava mais para fazer nenhum penteado para disfarçar. Quando completei nove meses de transição, em dezembro de 2013, eu cortei toda a parte da química do meu cabelo. Hoje tem um ano e cinco meses que estou sem alisamento.

diario-de-uma-cacheada4
Meu cabelo como está hoje! <3

Diferente de muitas meninas, o motivo de sair do alisamento, de inicio, foi por minha saúde, porém, foi a melhor decisão para meu cabelo.

Foi um grande desafio mudar porque passei anos na química e para vocês terem noção, nem lembrava mais como era meu cabelo natural, rs! Muita gente duvidou que eu mudasse outras, não achavam que seria uma boa ideia e me sugeriram muitas coisas!

Mas não me deixei levar por isso, continuei firme na minha decisão. Como disse no inicio, nos próximo posts contarei com mais detalhe cada fase que enfrentei e partilhar muitas dicas. Espero que vocês tenham gostado! Até o próximo.