Já tem algum tempo que ouvimos falar sobre consumo consciente e quais as consequências disso em nossa vida. O menos é mais, tende a ser uma filosofia de vida para muitos.

Quem aqui nunca se viu perante uma situação dessas: para de frente ao guarda roupa e dizer, mas eu não tenho nada para vestir. Talvez, o seu guarda roupa só esteja mal distribuído. Para que isso não aconteça, precisamos seguir a regra da pirâmide, simples e muito fácil. De acordo com esse esquema, nosso armário deve seguir a estrutura de um triângulo. Sendo assim, a base será formada pelo que temos que ter em maior quantidade, e o topo  de menor quantidade.

Para que não restam dúvidas acompanhe abaixo as dicas!!

5%

Brincos, cintos, colares e etc, são itens obrigatórios, mas poder contar com bons acessórios é garantia de uma ótima produção.

10%

Tendências da temporada

Como o nome já diz, tendências vem e vão com certa frequência, portanto em hipótese alguma essas peças devem predominar em seu guarda roupa. Uma dica para isso é, mesclar tendência com peças coringas e mais básicas, o resultado é certeiro.

10%

Roupas pro “Find”

Que a gente quer fazer bonito no fds, isso é fato, não é mesmo? Com certeza! Mas como o final de semana é composto por dois dias, talvez três, e não cinco dias úteis. Apenas 10% do seu armário para essas roupas são o suficiente, combinado?

20%

As Casuais

As peças casuais abrem um leque de possibilidades na hora de compor um look. São aquelas que podem te acompanhar num happy hour, num office look, e até mesmo no almoço de domingo. Pela versatilidade dessas peças, é por isso que elas ganham o total de 20% no guarda roupa.

20%

Look trabalho

Os outros 20% ficam para as produções de trabalho, se você não tem um uniforme. Peças mais formais e clássicas fazem parte dessa parcela, ok?

35%

Básicos que amamos

Por fim e não menos importante, chegamos à base de nossa pirâmide: os básicos, pois com eles podemos fazer varias composições, de básico pra básico, de básico pra tendência e por ai vai, se torna uma infinidade de possibilidades. Sendo assim, a ideia primordial é que você use os itens básicos como ponto de partida, compondo assim as outras parcelas mencionadas.

Que possamos consumir mais consciente, a moda tem contribuindo muito para isso. E se você gostou de post de hoje fale conosco. Espero vocês no próximo.

Beijos a abraços!!