Oi gente linda, tudo bem com vocês? O vídeo de hoje é um bate-papo sobre autoestima. Constantemente eu recebo mensagens via inbox, comentários, e-mail ou até mesmo em conversas com amigas, clientes, primas a palavra autoestima, pressão, julgamentos e padrões aparecem.

Por isso resolvi contar uma história que aconteceu comigo e compartilhar com vocês pensamentos e formas de você se livrar dessas pessoas que adoram criticar e ver defeitos em tudo. É um bate-papo e assim que terminar de assistir o vídeo, me conta nos comentários o que você acha sobre o assunto, como você lida com essas pessoas e como você faz para ter a autoestima sempre lá em cima.

Hoje em dia a cobrança de se encaixar em um padrão é bem alta, confesso que me estresso com essas “cobranças”, fico me perguntando o que a outra pessoa tem a ver com o peso da outra. Sério, o que leva um ser humano a se sentir incomodado e a sair distribuindo ódio gratuito?

“Nossa Naiady, por que está falando assim?”,  ultimamente tenho visto muito desse tipo de cobrança, como contei no vídeo eu senti isso na pele, e cara, não é legal, não é nenhum pouco legal, por mais que você esteja super bem, quando uma chuva de pessoas começa a encher o seu saco, questionando sua forma física, aquilo fica na sua cabeça e você começa a se cobrar, começa a se questionar o por que é daquela forma, começa a se depreciar. As pessoas ainda não aprenderam que as palavras ferem, machucam.

E não importa o que você faça, gente chata vai estar sempre pronta pra atacar, como se fosse uma cobra esperando pra dar o bote. E vai ser sempre assim!

O que podemos fazer? O que eu aprendi a fazer na verdade, é NÃO SE IMPORTAR com gente que adora dar a famosa cutucadinha. Eu selecionei as pessoas que vou realmente ouvir, as pessoas que tem importância e a partir do momento que essas pessoas  veem conversar comigo, eu darei atenção.

Infelizmente hoje em dia é muito mais fácil cutucar a ferida do outro em vez de cuidar da nossa, é muito mais fácil falar de outra pessoa do que falar de nós mesmo. O que acontece e o que as pessoas esquecem é que ninguém, ninguém é perfeito, cada um tem seu jeitinho, seu estilo e isso é o mais legal da vida.

O que eu quero com tudo isso, é mostrar que você não precisa se preocupar, que você se sinta bem do jeitinho que é, da forma que é, da personalidade que é. As pessoas estarão sempre prontas para te atacar e cutucar naquela parte que mais te machuca.

Você tem que se amar, se olhar no espelho e ver as suas qualidades, afinal cada um tem um jeitinho, um corpo, um gosto diferente e isso é o mais legal, isso é o que torna as coisas interessantes, imagina só se todos fossem iguais? Que graça teria? Se ame do jeito que você é!

A nossa colunista Thamilly Rozendo já fez um texto falando sobre autoestima e padrões, se você quiser conferir é só clicar – aqui.

Claro que não são todas as pessoas que estão prontas para criticar, temos a sorte de ter gente linda, que respeita e ama cada um da forma que é. Mas pra você que assim como eu, um dia já deixou se abater por comentários de pessoas que não te conhecem, aqui fica minha mensagem, NÃO DE IMPORTANCIA, se ame acima de tudo.

E se você não tiver ninguém para conversar/desabafar me manda um e-mail é só clicar – aqui, demoro um tiquinho pra responder, mas sempre respondo.

Eu espero do fundo do meu coração que você tenham entendido a minha mensagem e que eu tenho ajudado pelo menos uma pessoa com esse vídeo e esse texto. Obrigada por ler até aqui um super beijo. <3